fbpx

Geada: colheita pode ser apenas de 10% do previsto para a agricultura

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

A geada causou muitos danos para os agricultores nesse ano. Regiões como Paraná e Minas Gerais foram as mais afetadas, fazendo com que a colheita seja menor do que esperada.

Continue lendo para entender mais sobre os prejuízos e saiba como a RenegocieJá pode te ajudar se você foi atingido por esse evento climático.

Produtores de café foram atingidos pela geada em Minas Gerais

Uma das agriculturas que mais sofreram com a geada foi o café. De acordo com um levantamento da Emater-MG, 55% da área tenha sido afetada pela geada apenas no município de Patrocínio, onde existe a maior produção de café. A expectativa era de colher 15 mil sacas de café, mas esse número foi reduzido para 10% do previsto.

Na região a sensação térmica chegou a -4°C e até mesmo as vacas congelaram. Por conta do prejuízo que a geada causou aos produtores rurais, o prefeito de Patrocínio, Deiró Marra, decretou estado de calamidade pública e uma das medidas será a emissão de laudos técnicos feitos pela Emater que vão ajudar os produtores a terem acesso aos programas do Governo Federal.

Os laudos serão gratuitos para os agricultores familiares, já os médios e grandes produtores terão de pagar para ter a emissão.

Paraná também registrou queda na safra de café 2021

geada tratada

Já no Paraná, a safra registrou uma queda de 9%, totalizando aproximadamente 873 mil sacas de café. Ainda que pequena, essa baixa na produção ficou 4% abaixo do registrado no ano passado.

De acordo com o secretário executivo da Câmara Setorial do Café do Paraná e técnico do Departamento de Economia Rural (Deral), Paulo Sérgio Franzini, não só a questão climática afetou a plantação do café, mas também o valor pago na produção nos últimos anos, fazendo com que alguns agricultores erradicassem o plantio do café para plantar soja que vinha sendo mais valorizada.

De outro lado, o café passou a ser mais valorizado no mercado físico no mês de maio deste ano (2021), quando os produtores receberam o valor de R$ 719,61 a saca, enquanto no mesmo período do ano passado, o valor foi de R$ 514,70.

Ainda de acordo com Franzini, enquanto o dólar se manter acima dos R$ 5, a tendência do preço do café é se manter estável.

Entenda como a RenegocieJá vai ajudar quem teve prejuízos com a geada

A RenegocieJá ajuda o produtor rural na hora que ele mais precisa.

Nossa equipe está sempre atenta às novidades de empréstimos, financiamento e renegociação de dívidas com o banco, auxiliando o produtor a pagar as dívidas de forma clara e justa, sem altas taxas de juro, ou se for necessário, quitar uma dívida com a garantia por meio de bens do devedor sem prejudicar os negócios do produtor rural.

Caso você esteja com problemas na sua colheita como prejuízos com a geada, por exemplo, a RenegocieJá vai entrar com um pedido de maior prazo de pagamento junto aos bancos, fazendo o recálculo da sua dívida e apurando o valor correto como determina a lei regulamentadora daquele tipo de dívida bancária, ainda mantendo o mesmo preço dos juros.

Se for necessário um novo empréstimo para quitar suas dívidas, a RenegocieJá também mostrará o melhor caminho para o produtor rural, fazendo auditoria dos contratos e analisando a aplicação de juros legais, e verificando os casos de juros abusivos.

A RenegocieJá está sempre ao lado do produtor rural, por isso, conte conosco para quitar a dívida bancária que tanto te incomoda.

Fale conosco:

Unidade Chapecó – SC

Telefone: (49) 99955-0791

Unidade Passo Fundo – RS

Telefone: (54) 3198-0804

Unidade Campo Grande – MS

Telefone: (67) 3047-1899

Unidade Cascavel – PR

Telefone: (45) 3112-4264

Nós podemos te ajudar!

Preencha com seus dados que a nossa equipe entra em contato com você pra entender melhor o seu problema, e vamos juntos encontrar a melhor solução.

Gostou? Conta pra gente!