fbpx

Queimadas estão prejudicando lavouras no Brasil

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Com a falta de chuva e o clima seco, qualquer faísca se torna um risco. As queimadas vêm atingindo parte das lavouras em vários lugares do Brasil levando prejuízo para os produtores rurais e pressionando o aumento de preço dos grãos.

Continue lendo e entenda como a RenegocieJá pode te ajudar.

Em Minas Gerais queimadas atingiram quase mil hectares

O estado de Minas Gerais sofreu bastante com as queimadas no mês de setembro, só nessa época, o número de queimadas registradas se aproxima de 75% do total de atendimentos de incêndio em 2020.

Entre os municípios de Tupaciguara, Uberlândia e Monte Alegre de Minas, foi preciso bloquear as rodovias MGC-452 e BR-365 no dia 13/09 por conta da fumaça que atingiu a estrada e assim evitar os acidentes de trânsito.

O fogo atingiu 700 hectares de plantação de cana-de-açúcar ainda de pé, 200 hectares de palhas e 100 hectares de pastagens. Com isso, mil hectares de plantação foram destruídos na região.

No Mato Grosso fazendas também foram atingidas pela queimada

No Mato Grosso um incêndio durou quase uma semana na cidade de Dom Aquino, quatro fazendas foram atingidas e os bombeiros trabalharam para controlar as chamas e evitar que o fogo se alastrasse para outras fazendas.

De acordo com o Instituto Centro de Vida (ICV), cerca de 740 mil hectares de plantação no Mato Grosso já foram atingidos por queimadas de janeiro a julho deste ano, o equivalente a cinco vezes a cidade de São Paulo.

Além disso, em agosto o BDQueimadas do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) contabilizou outros 3.000 focos de incêndio no estado.

O prejuízo chega para os produtores rurais através da perda da safra, insumos, reestabelecimento do plantio direto, comprometimento de maquinário e gasto com multas, caso o fogo venha a atingir a reserva legal.

Não só isso, também pode existir uma alta dos grãos de acordo com o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea). O instituto calcula o custo para o bolso do produtor de milho caso em até R$ 8.500 por hectare caso a safra fique comprometida pelo fogo. Já o algodão, o custo pode chegar a R$ 20,6 mil/ha.

Produtor rural relata prejuízo de cerca de R$ 1,5 milhão com queimada

Na região da Chapada dos Veadeiros, em Goiás, o fogo começou no dia 12 de setembro e durou por mais de uma semana. O produtor rural Cleoni Gomes, que possui fazenda em São João D’Aliança, relatou que 12 mil sacas de milho foram transformados em cinzas.

A queimada atingiu 300 hectares “Um prejuízo imenso, foi tudo para o chão.”, contou.

Eventos climáticos vêm atingindo lavouras no Brasil

Produtores de café, milho e outras agriculturas vêm sofrendo com os eventos climáticos no país.

Crise hídrica e geada foi o que mais atingiu nossas lavouras. No estado de MG e SP as plantações de café foram atingidas pela geada. No Paraná, as plantações de trigo, feijão e milho safrinha também registraram perdas com as baixas temperaturas.

Dessa forma, cada vez mais o produtor rural precisa de um seguro para poder garantir a proteção, porém essa ainda é uma realidade distante para os agricultores brasileiros já que o seguro rural se torna um custo muito alto.

Por isso, a RenegocieJá ajuda você a fazer um seguro rural e garantir a proteção da sua lavoura

renegociejá

A RenegocieJá tem uma equipe preparada para fazer auditoria de contratos para os produtores rurais, para isso, fazemos análise de contratos de seguro rural junto ao banco com o objetivo de sempre levar a melhor opção para os agricultores.

Além disso, caso você precise fazer um empréstimo para recuperar sua lavoura, a RenegocieJá está pronta para analisar contratos de empréstimos visando a aplicação de juros legais e verificando a possibilidade ode juros abusivos.

Conte com a gente para salvar sua lavoura. Entre em contato e saiba como podemos te ajudar hoje.

Nós podemos te ajudar!

Preencha com seus dados que a nossa equipe entra em contato com você pra entender melhor o seu problema, e vamos juntos encontrar a melhor solução.

Gostou? Conta pra gente!